terça-feira, 22 de julho de 2014

Eletrificação em instrumentos que possuem surdina, que é essa segunda tampa que abre e fecha, conforme a vontade do instrumentista.


segunda-feira, 16 de junho de 2014

Vídeo e audio da captção com banda

A eletrificação é muito exigida quando a banda é grande e, principalmente, ao lado de bateria, baixo, guitarra e outros. Isso mostra a resistência a microfonia e a fidelidade do som original do instrumento, realçando todas as frequencias do mesmo.
video


domingo, 25 de agosto de 2013

Acordeon Scandalli Super VI, modelo conservatório. Eletrificada em agosto de 2013, com novos microfones e componentes.








domingo, 12 de maio de 2013

segunda-feira, 22 de novembro de 2010


O acordeon profissional, com caixa de ressonância e, no mínimo 4 vozes, tem um som encorpado, com frequências baixas, médias e agudas, tanto nas teclas quanto nos baixos. Uma boa eletrificação deve ser fiel ao som do instrumento, dando "peso" e realçando as belas frequências desse instrumento. 



Nesse acordeon, a máquina de registros foi retirada para melhor fixação dos microfones, posicionados em frente da caixa de resonância do teclado. Dessa forma, o som do teclado fica mais encorpado e, por ficar escondido atrás da máquina de registros, a tampa do acordeon continua limpa, com pouca fiação aparente. 


Preso a um elástico, o microfone não absorve as vibrações da mecânica do instrumento, diminuindo os ruídos resultantes do manuseio do acordeon.


O acabamento permite retirar a tampa do acordeon a qualquer momento, seja pra manutenção do instrumento, limpeza, ou troca de bateria.


Detalhe do elástico que dá suporte aos microfones condensadores importados.





Circuito alimentador dos microfones. Jack roldana estério, já com liga e desliga imbutido, onde o próprio plug do cabo aciona o circuito, evitando esquecimentos e eventuais gastos desnecessários da bateria.


Detalhe do jack roldana utilizado nesse acordeon. Firme e resitente, evitando ruidos.